sábado, 27 de junio de 2015

Leitura do Evangelho, Domingo, 28 jun (clique aqui)


Dia litúrgico: Domingo 28 de junho
 Evangelho (Mc 5,21-43): Naquele tempo, Jesus tinha atravessado novamente no barco para o outro lado, uma grande multidão se reuniu com ele; Ele estava na praia. Vem um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo, e vê-lo, caí a seus pés e suplicou-lhe com sinceridade, dizendo: "Minha filha está prestes a morrer; Venha colocar suas mãos sobre ela, para ser salvo e pode viver. " E foi com ele. Foi seguido por uma grande multidão se aglomeravam-lo.

Em seguida, uma mulher que tinha um fluxo de sangue 12 anos, que tinha sofrido muito com muitos médicos e passou todos sem sucesso, antes indo a pior, tendo ouvido o que foi dito de Jesus, aproximou- por trás da multidão e tocou seu manto. Bem, ele disse: "Se eu posso tocar até mesmo apenas suas roupas, eu vou salvar." Imediatamente ele limpou o fornecimento de sangue e sentiu em seu corpo que estava curada do mal. No mesmo instante, Jesus, percebendo que havia saído poder dele, virou-se no meio da multidão e disse: "Quem tocou minhas vestes?". Seus discípulos respondeu: "Você está vendo as pessoas de ti, e dizes: 'Quem me tocou?'". Mas Ele olhou em volta para descobrir que ele tinha. Então a mulher, sabendo o que havia acontecido, veio em temor e tremor, ele caiu diante dele e disse-lhe toda a verdade. Ele disse: "Filha, a tua fé te salvou; Vai em paz e ser curado de sua doença. "

Ao falar vindo da casa do chefe da sinagoga dizendo: "Sua filha está morta; Por incomodes mais o Mestre? ". Jesus ouviu o que eles disseram, diz o chefe da sinagoga: "Não temas; crê somente ". E ele não permitiu que ninguém o acompanhasse, senão Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago. Chegar a casa do chefe da sinagoga, viu um tumulto, e as pessoas chorando e lamentando alto. Entra e diz-lhes: "Por que você comoção e choro? A criança não está morta; ela está dormindo. " E eles riram dele. Mas depois que ele pediu que todos saíssem, tomou consigo o pai da criança, e sua mãe, e entrou onde estava o menino. Ele pegou a mão da garota, ele diz, "Talitha Kum", que significa: "Menina, eu digo a você, surgir." A menina se levantou imediatamente e começou a andar, pois tinha doze anos de idade. Eles estavam fora de si, cheio de admiração. E ele era muito insistente que ninguém sabia; e ele disse-lhes para dar-lhe algo para comer.

  Seu irmão em Cristo, padre Santiago